Meditation Talks Serie A 2005 – “Prestando Atenção”

Meditatio Talks SERIES A 2005 Jan –Mar 
LAURENCE FREEMAN OSB

Prestando Atenção

Meditação tem haver com prestar atenção. É por isso que quando nós nos encontramos tão distraídos no início de cada meditação, nós temos que realizar o trabalho da atenção. Se nós podemos realmente entender, através de nossa experiência de meditação, o que significa atenção, então nós também podemos ver como a meditação se faz presente nas mais profundas experiências e sentidos de toda nossa vida. Nós vemos que ela dá significado ao nosso lugar no universo porque o universo é o resutado da atenção criativa e amorosa de Deus. Nós surgimos na existência como seres humanos por que Deus nos amou, prestou atenção à nós, mesmo antes de nós sabermos que existíamos.

Ou seja, em nossas relações cotidianas com o outro, somos capazes de ver em cada um uma oportunidade válida para encontrar Deus através da atenção dada à eles: amar o nosso próximo como a nós mesmos. As pessoas às vezes podem pensar que a meditação é uma prática muito auto-centrada e egoísta. Estamos contemplando o nosso umbigo, estamos evitando as nossas responsabilidades para com as outras pessoas, estamos cultivando um tipo de espiritualidade privada. Mas eu penso que qualquer um que tenha entendido a disciplina e praticado a atenção da meditação, se você entende o sentido do mantra, então você compreende que prestando atenção ao mais profundo do seu ser você está prestando atenção à Deus e você está prestando atenção ao seu próximo.

Basta pensar em quão prática e comum é, em certo sentido, essa qualidade de atenção e então começaremos a ver como a meditação muda nossas vidas. Apenas pense sobre algum instante da sua vida no qual você tinha muitos problemas, você tinha um problema e buscava falar sobre ele. Você vai ver um amigo, alguém em quem você confia e você lhe diz “Há algo sobre o que eu gostaria de falar com você, você pode ouvir?”. Você começa falando e ele ouvindo. O que você realmente quer dele é que ele simplesmente te ouça, com o coração, que preste atenção à você. O que você quer não é tanto uma resposta para o seu problema, uma solução. Se essa pessoa realmente presta atenção em você, realmente te ouve, então você irá embora com uma carga menor, mais leve. Você vai sentir que compartilhou alguns dos sofrimentos de sua vida, e então você vai se sentir mais capacitado, mais reforçado, mais esperançoso em lidar com essa situação que está causando o sofrimento. Se aquela pessoa com quem você estava falando simplismente te deu uma resposta ou uma solução, ou interrompeu você após alguns segundos e começou a lhe contar algo de sua própria experiência, em outras palavras, se ele não foi capaz de te dar toda sua atenção, então você irá embora sentindo que não houve conexão. Em outras palavras, você realmente não foi amado.

Atenção tem haver com amor. Quando prestamos atenção, à quem quer que estejamos prestando atenção, estamos amando essa pessoa. Qualquer trabalho que nós fazemos com real atenção se torna um ato de criatividade e de amor. Nós somos amados quando realmente recebemos atenção. Não um amor romântico, mas amor. Em um casamento você pode viver com a mesma pessoa, dia após dia, atravessando as rotinas da vida com ela, mas com o passar dos anos você pode parar de prestar atenção a ela. E então, de repente, você percebe que o amor desapareceu do relacionamento. Descobrindo que um relacionamento de longo prazo pode ser uma experiência assustadora e estagnante. Essa é uma experiência que nos torna conscientes do que significa estar em um relacionamento. Que não é apenas fazer coisas juntos. Estar em um relacionamento, amar seu próximo, significa que no âmago do ser você está dando o dom de si mesmo através do dom da sua atenção.

Prestar atenção, realmente escutar, e é disso que trata o amor, amando a Deus, amando seu próximo, amando seu próximo como a ti mesmo. Claro, com todos nós sabemos, prestar atenção tirando a atenção de sobre nós mesmos, é muito difícil. Nós podemos fazer isso por um curto espaço de tempo e então ficamos cansados. É como um elástico que reage de volta quando começamos a prestar atenção e pensar novamente sobre nós mesmos.

Aprender à prestar atenção é uma disciplina. É realmente a grande arte da vida, a arte de amar. Isso porque a disciplina da atenção, na meditação, nos ensina a viver mais plenamente, mais humanamente. Meditação trata da atenção. Os budistas chamam isso de consciência plena. A tradição cristã trata da atenção como viver no momento presente, estar atento a presença de Deus. É o que Jesus realmente quer dizer com despertar, vigiar. Aprender a dizer o mantra com atenção, aprender a retornar à ele, com fidelidade e amor, sempre que nos encontramos distraídos, é precisamente o caminho pelo qual a meditação muda a forma como vivemos.

Tradução livre deste blog.

Um comentário sobre “Meditation Talks Serie A 2005 – “Prestando Atenção”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s