Meditação como caminho para o alto conhecimento – 06/05/2012 (Kin Natajara)

Meditação como um caminho para o alto conhecimento.

Segundo Evágrio, existe dois caminhos para identificar nossos próprios ‘demônios’: Pela oração/meditação e pelos esforços para alcançar auto conhecimento e consciência. A “observação dos pensamentos’ tem um importante papel aqui. “Se houver qualquer monge [ser humano] que deseje examinar com medida alguns dos ‘demônios’ mais ferozes … então deixe-o manter um olhar cuidadoso sobre seus pensamentos … deixe-o notar bem a complexidade de seus pensamentos … os demônios que a causam. Em seguida peça à Cristo a explicação de todos os dados que tem observado”

Pensamentos não são maus em si mesmo, é claro, eles precisam ser distinguidos dos ‘demônios’ ou ‘maus pensamentos’ , como Evágrio também os chamou. Somente quando um pensamento ou desejo resoa fortemente com um padrão de pensamento negativo é que o ‘demônio’ pode exercer a sua influência. Isso resulta em que a energia emocional normal se torna ‘demoníaca’ e somos dirigidos por uma ação prejudicial.

Em relação a esses pensamentos e suas associações, devemos prestar a atenção que merecem. Eles são os únicos indicadores que nós temos do que realmente nos motiva para o bem e para o mal. Mas sua última sentença (acima) é a mais importante. Não podemos chegar a um entendimento e encontrar a cura por conta própria. Nenhuma explicação racional é suficiente. Apenas o ensinamento interior do Cristo ressuscitado que nos ajuda a chegar a consciência e o discernimento.

Nesse contexto existem duas formas de oração: a profunda oração de silêncio e a oração discursiva. O silêncio da oração pura nos permite ‘ouvir’ a calma voz do Cristo ressuscitado, curador, no centro do nosso ser. O insight, o dom da oração pura, precisa ser refletida em outras momentos na oração discursiva, que Evagrius descreve como ‘observar os pensamentos’. Nós começamos com os pensamentos recorrentes que atravessam nosso espírito e nos tornamos conscientes das conexões e associações entre eles. Então precisamos dar um passo para trás em relação aos sentimentos subjacentes ao pensamento. Sentimentos são pensamentos sentidos no corpo antes de ganharem forma.

O problema é que somos condicionados a ignorar nossos sentimentos por causa da sua natureza aparentemente irracional. Eles são, no entanto, a primeira indicação de que temos algo se agitando na profundidade de nosso inconsciente. Precisamos, portanto, nos tornarmos conscientes e reconhecer nossos sentimentos ao invés de suprimi-los. Antes de nos tornarmos consciente de um sentimento, existe muitas vezes, de acordo com Evagrius, algum tipo de sensação: um som, o maneira como a luz cai, especialmente um gosto ou um cheiro.

Tão logo nos tornamos conscientes de um sentimento, devemos nos perguntar se há uma forte emoção em sua fonte, um ‘demônio’ em nosso inconsciente pessoal, que memórias condicionadas estão sendo reviradas. A situação presente não desencadeiam sentimentos do passado? Eu me sinto amado? Inseguro? Desvalorizado? Impotente? Reconhecer essas coisas nos ajudam a obter insights sobre nossas motivações e nos ajuda a adaptar nossas de forma adequada às necessidades da situação atual ao invés de tê-los reforçada por emoções a partir de experiências passadas.

Você pode perguntar o que isso tem haver com sua meditação. É da maior importância: “Por meditação eu quero dizer não apenas o momento da oração pura mas toda a vida de autoconhecimento que ela impulsiona” (Laurence Freeman, o Mestre Interior). Esses ‘demônios’ bloqueiam o caminho para o auto conhecimento, que leva a transformação do nosso ser, para a plenitude, para uma maneira diferente de enxergar a realidade, abrindo assim as portas para o conhecimento da Realidade Divina.

Kin Natajara

Tradução livre desse blog. Texto original no site oficial da Comunidade Mundial para Meditação Cristã: http://www.wccm.org/node/880

Outros textos da comunidade

2 comentários sobre “Meditação como caminho para o alto conhecimento – 06/05/2012 (Kin Natajara)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s