Leitura Semanal – Pensamentos, pensamentos e uma vez mais, pensamentos.

Pensamentos, pensamentos e uma vez mais, pensamentos.
Tradução da publicação no site da comunidade WCCM.ORG,
http://www.wccm.org/content/weekly-teachings-28032011
 OBS: No site da comunidade esse texto não apresenta autoria. Como Dom Laurence é o atual coordenador o texto foi adicionado à sua página nesse blog

“O que fazer com todos aqueles pensamentos aglomerados quando você está ansiando por silêncio interior? Uma imagem me vem a mente: Eu lembro de ter ouvido anos atrás em um publicidade para meditação. No poster havia a imagem de um guru indiano de pé, em trajes e aparência típica, sobre uma prancha, perfeitamente equilibrado, surfando nas ondas. Abaixo estava a frase, “Você não pode parar as ondas, mas você pode aprender a surfar.

Nós não podemos suprimir ou nos livrar de nossos pensamentos, pois eles vão estar lá como ondas. Nós precisamos aceitá-los como uma inevitável parte de nós mesmos e simplesmente “montar” neles com competência. Em nossa Meditação Cristã nossa prancha é o mantra. As vezes os pensamentos se acalmam, nossa mente se aquieta, e descansamos em paz sobre nossa prancha. Em outros momentos há tantos pensamentos zumbindo que continuamos perdendo o mantra. E ainda assim temos que perseverar, cada vez que caímos de nossa prancha nós precisamos apenas começar novamente.

A tradição salienta a inevitável presença dos pensamentos: “Um irmão veio procurar pai Pastor e disse: Muitos pensamentos desordenados entram na minha mente e me vejo em perigo por causa deles”, então o ancião o empurrou para fora, ao ar livre, e disse: “Abra as vestes sobre o peito e capture o vento nele”. Mas ele respondeu: “Isso eu não posso fazer” e o ancião lhe disse : “Se você não pode capturar o vento também não pode evitar os pensamentos desordenados, distrativos, que lhe vem à cabeça” (Dito dos Padres do Deserto).

Quando os pensamentos continuam distraindo e tirando você do caminho do mantra, apenas de um nome a eles: trabalho, compras, amigos, etc, ou apenas “pensamentos”, e suavemente retorne ao seu mantra. Não julge, não critique à você mesmo, seja amigo dessa parte de você que são os seus pensamentos. É uma forma de aprender a aceitar a si mesmo com todas as suas preocupações. Lentamente seus pensamentos ficam mais quietos, menos exigêntes, e quando nos ocupamos com nosso mantra nos tornamos conscientes das aberturas entre os pensamentos, que permitem o mantra soar initerruptamente.

A respiração é a ponte entre o corpo e a mente. Sabemos que quando estamos agitados ou estressados, a respiração é superficial e rápida. Quando o corpo está em repouso a respiração fica mais lenta e a mente se aquieta. Portanto, se nós trabalharmos para aquietar não apenas o corpo mas também nossa respiração, também aquietaremos nossa mente. Concentrar a atenção na respiração é a melhor maneira que eu conheço de deixar o mundo lá fora sozinho e voltar-se para dentro. Basta colocar sua atenção na respiração entrando pelas narinas. Sentir o frescor de sua entrada e o calor de sua saída: se concentrar apenas nas sensações perto das narinas. Não altere sua respiração, apenas sinta. O ar entrando resfriada e saindo aquecido. Basta respirar.

Esses exercícios de respiração são muito úteis como uma preparação para a meditação; uma vez que a respiração se aquietou, concentre sua atenção em seu mantra. Você poderá perceber a utilidade de unir o mantra ao ritmo da respiração, deixar o mantra pairar na sua respiração, tanto quanto isso possa ajudar a enraizar o mantra no seu ser. Mas se isso se torna uma distração, ou parece apresentar dificuldades, deixe de lado esse aspecto. Coloque toda sua atenção no mantra e aceite o que acontecer com serenidade. Vale a pena: o silêncio interior dá a consciência e a centralização que nos falta na vida cotidiana.”

Tradução por Ricardo d’ Arêde

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s