Apêndice III – Relacionamento com outras comunidades contemplativas

APÊNDICE III

RELACIONAMENTO COM OUTRAS COMUNIDADES CONTEMPLATIVAS

 

 

A tradição da oração contemplativa Cristã é uma tradição rica e vasta com expressão em muitas escolas espirituais e demonimações Cristãs diferentes. Meditar na tradição que a Comunidade Mundial ensina é estar enraizado em uma parte dessa grande vinha. Amizade e cooperação com outras comunidades, representando diferentes aspectos dessa mesma tradição, é um fruto natural da meditação e também um sinal da paz que ela suscita.

 

Entre estas existe uma amizade bem próxima com a rede Contemplative Outreach manifestada nessa declaração de Laurence Freeman e Thomas Keating.

 

Uma declaração conjunta da Comunidade Mundial e da Contemplative Outreach

 

As comunidades contemplativas Contemplative Outreach e Comunidade Mundial para Meditação Cristã iniciaram independentes uma da outra mas em interdependência na tradição do Evangelho cerca de 25 anos atrás.

 

Ambas comunidades cresceram à partir da herança apofática e contemplativa do Cristianismo. Nós, portanto, compartilhamos um respeito especial pela tradição monástica primitiva representada, por exemplo, em João Cassiano, no hesicasmo da tradição Ortodoxa e pelos místicos medievais como o autor de “A Núvem do Não Saber”. Nós acreditamos que essas tradições são correntes vivas e tem um valor significativo e urgente para a vida Cristã hoje, para a renovação de todas as igrejas e para o crescimento do senso do Sagrado em meio ao mundo moderno.

 

Parece para nós que o Espírito está despertando a vida contemplativa entre as pessoas de Deus além dos habituais leigos ou das categorias clericais.  Também alimenta uma experiência de comunhão além dos limites das denominações. O mesmo Espírito está nos lembrando do tesouro esquecido de nossa herança Cristã. Ver a contemplação como uma dimensão da oração e da vida pessoal, assim como encontrar um caminho contemplativo ensinado em nossa própria tradição, frequentemente é uma descoberta bem vinda para muitos Cristãos. Nós acreditamos nessa descoberta, e sua crescente influência precisa ser encorajada por todos os líderes Cristãos.

A oração contemplativa cresce com fé e perseverança e, para sustentá-las, uma comunidade nasce. Para ambas, os pequenos grupos locais da comunidade caracterizam esse crescimento, em profundidade e números. Nós encorajamos amizade e a partilha da fé entre esses grupos que estão comprometidos com a abertura, a hospitalidade e ecumenismo.  Nós acreditamos que haverá um maior crescimento se os grupos de cada comunidade reunirem-se de tempos em tempos para compartilhar o silêncio de Cristo e sua Palavra.

 

As diferenças de abordagem em relação à prática, particularmente sobre o mantra ou o símbolo sagrado, são expressões sutís da riqueza da tradição Cristã, e não divisões. A sabedoria e a experiência, entretanto, sugerem que a pessoa persevere na mesma prática uma vez que seja iniciada. Viver a sabedoria do caminho contemplativo é uma questão da fé que age pelo amor, e não de uma técnica espiritual. Contemplação é essencialmente prática, não teoria, e portanto requer fidelidade a um método ou disciplina. Embora reconhecendo as fontes comuns e o objetivo final para a contemplação Cristã, nós também aceitamos que as diferentes interpretações e recomendações referentes à prática podem ser igualmente válidas. Quando as diferenças são respeitadas e as similaridades compartilhadas nós estamos abertos à verdadeira unidade e liberdade de espírito.

 

Da profunda experiência da contemplação, os frutos do espírito nascem  em formas sempre novas. Caridade, compaixão e tolerância, contrução da paz e coragem para justiça social caracterizam a contemplação Cristã vivida pelas comunidades e indivíduos. Uma melhor apreciação e entendimento do diálogo inter-religioso é também um fruto da prática de nossas duas comunidades.

 

Ambas as nossas comunidade são, no cenário hitórico, ainda muito jovens. Ainda estamos descobrindo nossa plena vocação no Corpo de Cristo. Pela nossa comunhão espiritual, e aprendendo uns com os outros, oramos para que sejamos fiéis à jornada contemplativa e a partilha de suas riquezas espirituais com o mundo.

 

Laurence Freeman OSB

The World Community for Christian Meditation

Thomas Keating OCSO
Contemplative Outreach

Dom Laurence Freeman
Uma Pérola de Grande Valor

Índice

Um comentário sobre “Apêndice III – Relacionamento com outras comunidades contemplativas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s