3 – Todos são contemplativos

Todos são contemplativos

Para entender o sentido da meditação e o sentido do grupo de meditação, nós precisamos entender o que significa contemplação. Antigamente a “vida contemplativa” significava uma vida de privilégios. Somente aqueles que eram educados e estavam sentados no topo da pirâmide social poderiam dispôr de tempo livre para contemplação. No cristianismo primitivo a vida contemplativa era mais democrática, qualquer um na igreja poderia seguí-la e era percebida como um elemento presente em cada vida. Mas depois foi visto de modo mais restrito.  Passou a significar a desistência das vocações comuns, de casamento e trabalho no mundo, por uma vida de celibato e clausura, a vida monástica. A contemplação parecia um dom de Deus para uma elite espiritual. A contemplação se tornou marginalizada e até mesmo profissionalizada. Mosteiros e eremitérios foram a preservação da contemplação.

Esse não é o lugar para explorar em detalhes o porquê disso. Muitos pensam que aconteceu no início do século XII com a separação entre teologia e oração, quando a teologia se tornou um objeto de estudo e a oração profunda uma especialidade de monges. Na Reforma a situação se agravou, assim como os Católicos começaram a suspeitar da contemplação, pois parecia muito protestante em sua ênfase na experiência pessoal e na experiência de Deus não mediada. E os protestantes estavam desconfiados porque ela parecia muito Católica, e também muito relacionada ao elitismo dos mosteiros.

É estranho como ao longo dos séculos o ensinamento universal de Jesus (“e tudo o que ele disse…“) tornou-se fragmentado, com seus elementos essenciais restritos a poucos. Jesus chamou todos a “serem perfeitos” em amor e compaixão como seu Pai, deixarem a si mesmo para trás, deixar o estresse e ansiedade materialista para trás, encontrar o descanso da contemplação em aceitar o seu jugo. Mas a relevância universal de seu ensinamento foi esquecida ou até mesmo negada e reprimida. As esferas mais profundas de oração pareciam fora de alcance, mesmo irrelevante, para a maioria das pessoas.

Os primeiros Cristãos viram isso mais claramente. Eles ouviram a voz autêntica do Evangelho quando disse à eles que deviam “orar sem cessar“. A contemplação exige disciplinas específicas para ser integrada na vida, mas sua influência é sentida ao longo da vida comum e cotidiana. Haviam muitas dificuldades a serem enfrentadas pelas igrejas primitivas, mas elas entenderam que a contemplação (a capacidade de viver no momento presente e em níveis mais profundos da realidade) é parte da condição humana. Isso não compromete a vida ativa de trabalho diário e dos negócios domésticos. Marta e Maria simbolizam essas duas dimensões, ação e contemplação. Porém são irmãs que vivem na mesma casa, representando duas dimensões complementares da pessoa, não apenas tipos distintos de personalidade. Sem a tranquilidade de Maria sentada aos pés do mestre e escutando, nós nos tornamos como Marta, irritados, reclamantes, insatisfeitos, estressados e distraídos. De fato Maria e Marta estão ambas trabalhando, uma interiormente, outra exteriormente. A contemplação não é uma fuga dos problemas da vida pessoal ou do trabalho, da família ou da responsabilidade social. Meditação é o trabalho da contemplação, e como uma prática diária se torna parte da nossa vida de trabalho. Ela nos ajuda a fazer a outra parte, a parte ativa, de forma mais produtiva e pacífica. Maria e Marta são como que as duas câmaras do coração.  Elas não apenas complementam uma a outra, elas dependem uma da outra para realizar a plenitude da vida.

Índice

Anúncios

3 comentários sobre “3 – Todos são contemplativos

    • Comentando o item três cito:

      São Máximo, cujos ensinamentos são citados por São Gregório, afirma que os apóstolos viram a luz não criada “por uma transformação da ação de seus sentidos, produzida pelo Espírito” (2.3.22).

      Orthodox Psychotherapy Section The Knowledge of God according to St. Gregory Palamas by Metropolitan Hierotheos Vlachos published by Birth of Theotokos Monastery,Greece (January 1, 2005) ISBN 978-960-7070-27-2.

      Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Contempla%C3%A7%C3%A3o

      João Clímaco, em sua “Escada da Divina Ascensão”, tratou da theosis como o processo de mudança do velho homem pecaminoso para o recém-nascido em Deus.

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Cl%C3%ADmaco

      Desta feita,

      Contemplar = A ação de fitar Deus – de se unir com Ele e Unir-se a Ele é seguir seus Mandamentos como assim fez Cristo Jesus: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a ti mesmo. Unir-se a Deus deixando-se envolver intimamente dentro desses mandamentos, tal qual o agir de Cristo, agir como Jesus agiu: em Contemplação Orante, onde se unia ao Pai Celestial e nas ações do dia-a-dia.
      Assim, Cada ser Humano nas suas atividades diárias, em sintonia com o Pai Celeste, busca o efetivar do Reino de Deus, através da Verdade e da Veracidade de seus atos, solucionando problemas, dialogando, concretizando ações promotoras da Dignidade Humana, promovendo a Justiça que vem da Verdade e que leva à Paz.

      A Presença de Deus real através da Concretude das Nossas Ações dentro da VERDADE, JUSTIÇA e PAZ.

      Obrigada
      Raquel SB.

      P.S.: Gostariam de dissertar sobre a Teologia Mística neste site abaixo? : )
      https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Teologia_m%C3%ADstica&action=edit&redlink=1

  1. Caríssimo, Dom Laurence, por favor, é sobre esta Teologia Mística abaixo, a que se refere esta página também abaixo:

    “No cristianismo ocidental, a contemplação se relaciona geralmente com o misticismo de teólogos como Santa Teresa de Ávila e São João da Cruz, além de Margery Kempe, Augustine Baker e Thomas Merton.[5]
    Dom Cuthbert Butler lembra que “contemplação” era um termo utilizado na Igreja Latina para fazer referência ao misticismo, e misticismo é uma palavra bastante moderna.[6].”

    Dom Butler – o Misticismo Moderno.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Contempla%C3%A7%C3%A3o

    Criar na página a Dissertação:
    https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Teologia_m%C3%ADstica&action=edit&redlink=1

    Obrigada

    PAZ E BEM

    Raquel Soares Brasileiro
    Raquel SB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s