14 – Conheça os ensinamentos essenciais

Conheça os ensinamentos essenciais

Oensinamento regular é um elemento essencial do encontro semanal. Mas a experiência em grupo ensina aquilo que é verdadeiramente aprendido à partir do silêncio. É importante iniciar cada sessão com o ensinamento. É também importante para o líder do grupo sentir-se confortável em dar esse ensinamento com suas próprias palavras e estilo. É claro, existem muitas maneiras de transmitir a mesma verdade, contanto que a simplicidade essencial da meditação seja enfatizada. Aqui estão alguns elementos essenciais que devem ser compartilhados e reforçados nos grupos semanais.

Meditação é tão natural para o espírito como a respiração é para o corpo. Profundamente enraizada na tradição Cristã ela é uma antiga disciplina espiritual, um caminho simples para união com o Espírito de Cristo. A tradição não diz que a meditação é o único, ou mesmo o melhor, modo de orar. Ela simplesmente transmite a sabedoria, ao mesmo tempo prática e santa, da oração silenciosa diária. Comunica o ensinamento essencial da oração contemplativa, primeiramente articulado na igreja primitiva através dos ensinamentos dos Padres do Deserto, transmitido em nosso tempo com especial clareza e profundidade por John Main. Essa tradição aconselha as práticas simples a seguir:

 

  • Escolha um local tranquilo.
  • Sente-se confortavelmente com suas costas eretas.
  • Feche os olhos suavemente.
  • Sente-se tão imóvel quanto possível.
  • Respire naturalmente, mantenha-se relaxado e alerta.
  • Lenta e interiormente comece a dizer seu mantra.
  • O mantra que nós recomendamos é maranatha, uma antiga oração Cristã na língua de Jesus, Aramaico, que significa “Vem Senhor”.
  • Repita a palavra em quatro sílabas igualmente espaçadas: ma-ra-na-tha.
  • ·   Ouça a palavra como você a diz.
  • Dê a ela toda sua atenção.
  • Não pense sobre seu significado.
  • Continue repetindo-a gentil e fielmente durante todo o tempo da meditação.
  • Retorne a ela assim que você perceber que parou de dizê-la.
  • Fique com a mesma palavra durante a meditação, e dia após dia.
  • Meditar duas vezes por dia, idealmente pela manhã e no início da noite.
  • Meditar entre 20 e 30 minutos.
  • Não avalie sua performance.

 

A raiz de todas as distrações é a autoconsciência. Na meditação nós estamos “nos deixando para trás”. Distrações virão, não tente reprimí-las ou lutar com elas. Simplesmente as deixe ir. Quando você perceber que um pensamento prendeu sua atenção, simplesmente retorne com fé a dizer o mantra. Esse é o ”trabalho da palavra” . Se você está sendo levado a um nível de paz e clareza e pensar “Eu não tenho nenhum pensamento” , esse pensamento é um pensamento. Assim mantenha-se dizendo o mantra e permita que ele se torne mais refinado e sutil quanto mais profundo você for.

Uma vez que tenhamos colocado a meditação como uma prática diária existem algumas poucas orientações, referentes a atitude diante da experiência, que nos ajudam a ir mais fundo. Estas devem ser compartilhadas com os novos membros do grupo e repetidas de tempos em tempos.

Primeiro, não avalie seu progresso. O sentimento de fracasso – ou de sucesso – pode ser a maior distração de todas. Não espere ou procure por “experiências” na meditação.  Você não tem que se ater à sensação de que alguma coisa deveria estar acontecendo. Isso pode parecer estranho no início porque a experiência do silêncio é pouco familiar e desconhecida em nossa cultura. Nós não estamos acostumados a sermos simples. O silêncio, quietude e simplicidade, no entanto, realmente tem um propósito. Em uma das parábolas do Reino, Jesus compara o Reino a uma semente que alguém planta no solo. Então a pessoa volta para sua vida comum enquanto a semente cresce silenciosamente na terra, “Como ele faz não se sabe”.

A mesma coisa acontece com a gente, a palavra se aprofunda cada vez mais em nossos corações. Assim como na parábola, com o tempo haverão sinais de crescimento. Você não irá encontrá-los sempre em sua meditação [formal], mas em sua vida. Você começará a colher os frutos do espírito; você perceberá que está crescendo em amor. E se você parar a prática da meditação, seja por um dia, um mês ou um ano, simplesmente retorne a ela novamente com confiança na infinita generosidade do Espírito que habita entre nós.

 

 Dom Laurence Freeman

Uma Pérola de Grande Valor

Índice

Um comentário sobre “14 – Conheça os ensinamentos essenciais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s