Livro “Meditação Cristã”

“Aquilo que entregamos, aquilo para o qual morremos é, dentro da filosofia Zen, não propriamente o eu ou a mente, mas sim aquela imagem do eu ou da mente que, por engano, passamos a identificar com o que somos realmente. Ora, isso não se trata de uma tese que precisemos desenvolver com inteligência imaginativa, para utilizarmos a linguagem da “Nuvem do Não Saber”. Todavia, certamente indica que aquilo a que renunciamos na prece é, essencialmente, o que é irreal. As dores da renúncia serão proporcionais ao tamanho de nosso compromisso com a irrealidade, à medida com que adotamos nossas ilusões como sendo reais. Na prece nos despimos das ilusões do ego que nos isola. Fazemos isso em um continuado ato de fé, distanciando-nos da idéia de nós mesmos, por meio da concentração de todo o nosso ser no Eu verdadeiro, criado por Deus, redimido por Jesus, um templo do Espírito Santo.”


JOHN MAIN
(OSB)

Abaixo, páginas e trechos do livro.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s