Moralidade e meditação

Para entender melhor essa relação, vamos propôr que existam níveis de moralidade. O primeiro nível é a aderência a um conjunto de regras e regulamento estabelecidos por outra pessoa. Ela pode ser o seu profeta preferido, o Estado, o chefe de sua tribo ou o seu pai. Não importa quem gera a regra, tudo que você precisa fazer nesse nível é conhecer essas regras e segui-las. Um robô pode fazer isso. Mesmo um chimpanzé treinado pode fazer isso se a regra for simples o bastante; e ele apanha com uma vara cada vez que quebra uma delas. Esse nível de moralidade não requer meditação. Tudo que você precisa é da regra e de alguém para balançar a vara.

O nível seguinte de moralidade consiste em obedecer as mesmas regras na ausência de alguém para repreender. Você obedece porque internalizou as regras. Você repreende a si mesmo cada vez que você quebra uma. Esse nível requer algum controle mental. Se o seu padrão de pensamento é caótico, o comportamento também será caótico. Cultura mental reduz o caos mental.

Existe um terceiro nível de moralidade, mas poderia ser melhor denominado ‘ética’. Essa camada é um salto quântico, uma verdadeira mudança de paradigma na orientação. No nível da ética não se segue mais regras duras e rápidas ditadas pela autoridade. Se escolhe o seu próprio comportamento de acordo com a necessidade da situação. Esse nível requer verdadeira inteligência e habilidade para manejar todos os fatores em cada situação e chegar a uma única, criativa e adequada resposta para cada momento. Além disso, o indivíduo que toma essas decisões precisa desenterrar a si mesmo da limitação de seu próprio ponto de vista. Ele tem que ver toda a situação de um ponto de vista objetivo, dando o mesmo peso para suas próprias necessidades e as dos outros. Em outras palavras, ele tem que estar livre da cobiça, do ódio, da inveja e de todos os outros restos do egoísmo que normalmente nos impedem de ver o lado da outra pessoa na questão. Apenas então é possível escolher esse conjunto preciso de ações de forma realmente adequada a uma situação.

Esse nível de moralidade absolutamente requer meditação, a menos que você tenha nascido santo. Não há outra maneira de adquirir essa habilidade. Além disso, o processo de classificação e escolha necessário nesse nível é desgastante. Se você tentou julgar todos os fatores, em cada situação, com sua mente consciente, você se desgastou. O intelecto não pode manter muitas bolas no ar ao mesmo tempo. Isso o sobrecarrega. Felizmente um nível mais profundo de consciência pode dar esse tipo de tratamento com mais facilidade. A meditação pode realizar esse processo de seleção para você. É uma misteriosa sensação.

Um dia você tem um problema – por exemplo, lidar com o último divórcio do Tio Hermans – Isso parece completamente insolúvel, uma enorme confusão de possibilidades que deixariam o próprio Salomão arrepiado. No dia seguinte você está lavando pratos, pensando em alguma coisa totalmente diferente, e de repente a solução aparece. Surge como que saltando da mente profunda, e você diz ‘Ah-ha! e toda a coisa está resolvida. Esse tipo de intuição só pode ocorrer quando você desengata os circuitos lógicos do problema e deixa a mente profunda preparar a solução. A mente consciente apenas fica no caminho. A meditação nos ensina como se desembaraçar do processo de pensamento. É a arte mental de sair de sua própria maneira [de ver] , e essa é uma habilidade muito útil na vida cotidiana. Meditação certamente não é uma prática irrelevante restrita a ascetas e eremitas. É uma habilidade prática que se concentra em cada evento cotidiano e tem aplicação imediata na vida de todos. Meditação não é algo de outro mundo”

Ven. Henepola Gunaratana
Mindfulness in Plain English

Índice

Um comentário sobre “Moralidade e meditação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s