Um espaço para desenvolver

Em nossos relacionamentos, precisamos do silêncio do outro para falar, e silenciar para ouvir. A qualidade desse silêncio é o que permite a qualidade desse relacionamento. Se começo a falar junto com quem está me falando, não posso entender o que está sendo dito e revelo estar mais interessado no que eu tenho a dizer, desacreditando o outro antes que ele possa desenvolver. Fazemos isso com muita freqüência, comprometendo o prazer de nos comunicar, comprometendo o encerramento, o descanso harmônico de qualquer relacionamento, ainda que uma simples conversa. Dando livre curso aos nossos pensamentos ,que vão antecipando o que será dito, feito ou sentido pelo outro, não estaremos realmente presente numa relação.

Uma simples conversa precisa de espaço para se desenvolver, quanto mais um relação, seja ela pessoal ou profissional, e esse espaço se chama silêncio. Nosso relacionamento com Deus não é muito diferente disso. Enquanto nos colocamos a falar, geralmente em piedosa pressa de Lhe comunicar o que Ele já sabe, não podemos ouvi-Lo, tão pouco senti-Lo. Mas Ele está ali, em seu imenso e acolhedor silêncio e, igualmente Silencioso, nos alcança. Só podemos perceber essa presença quando, por nossa vez, silenciamos.

O espaço no qual tudo pode ser percebido e amado, propagado, é ilimitado pelo silêncio.
Quando falamos, Deus cala. Quando calamos, Ele fala.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s